top of page
Buscar
  • assessoriasesunipa

Em reunião, Fonasefe tratou sobre reajuste salarial com Ministério da Economia

23 de março de 2022


Foto: FASUBRA


O Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) e demais entidades que o compõem reuniram-se nesta terça-feira (22) com o Ministério da Economia. Após mobilização das diferentes categorias e sindicatos em Brasília, a pasta aceitou dialogar com o(a)s servidore(a)s a respeito do reajuste salarial de 19,99%, um dia antes da deflagração da greve unificada por tempo indeterminado. Em assembleia nesta quarta-feira (23), às 17h, a Sesunipampa terá como ponto de pauta a greve da categoria.


Realizada no Ministério da Economia - Bloco C, participaram da reunião pelo governo o secretário e coordenador-geral de Negociação Sindical no Serviço Público, José Borges de Carvalho Filho; e o secretário de Gestão e Desempenho de Pessoal, Leonardo José Matos Sultani, que receberam os representantes sindicais, entre eles, Toninho, da FASUBRA. Segundo o coordenador-geral da Federação, “as entidades cobraram uma posição do Ministério da Economia sobre a necessidade real da abertura de uma mesa de negociação. O secretário (Borges) respondeu que irá dialogar com parte do governo para que a mesa possa ser concretizada e retornará ao FONASEFE no dia 1º de abril com uma resposta decisiva”, destacou.


Principais reivindicações dos Servidores Públicos Federais

De acordo com matéria da ADUFPel, com salários congelados desde 2017, os SPF já sofreram com perdas salariais de mais de 10% em 2021. Além disso, a defasagem chega a 49,28% nos vencimentos. Das perdas, 26,3% foram registradas no governo Bolsonaro, segundo cálculos do Fonacate.


Além do reajuste salarial de 19,99%, o(a)s servidore(a)s também pedem a revogação da Emenda Constitucional (95), de Teto de Gastos, e a luta pelo arquivamento da Proposta de Emenda Constitucional N° 32, da Reforma Administrativa.


Em reunião, Setor das IFEs apostam em uma agenda nacional

Na segunda-feira (21), o Setor das Instituições Federais de Ensino (Ifes) do ANDES-SN encaminhou, em reunião, manter o processo de construção da greve unificada dos SPF e as mobilizações a partir da agenda do Fonasefe.



Calendário de mobilizações

22 de março – Vigília e protocolo da pauta de reivindicações e de ofício solicitando uma audiência com o governo no Ministério da Economia;

29, 30 e 31 de março – Jornada de Luta, em Brasília, com caravanas de base de todo Brasil; 30 de março - Ocupa Brasília;

1º de abril – Ato “Liberdades democráticas: ditadura nunca mais”. Atividade convocada pelo ANDES-SN, em Porto Alegre (RS);

7 de abril – Dia Mundial da Saúde. Fortalecer os atos que irão ocorrem em todo Brasil destacando a defesa do Sistema Único de Saúde (SUS);

9 de abril – Dia Nacional construído pelo Comando Nacional de Luta pelo “Fora Bolsonaro”;

11 a 14 de abril - Rodada de assembleias gerais das seções sindicais.


Assessoria Sesunipampa, com informações de Andes-SN, ADUFPel e FASUBRA


30 visualizações0 comentário
bottom of page